NAVIO PETROLEIRO EAGLE PASSOS ESTÁ A CAMINHO DO BRASIL PARA REFORÇAR A FROTA DA TRANSPETRO

Postado 2020/12/17

Já partiu para o Brasil o navio petroleiro Eagle Passos, embarcação da companhia AET que irá reforçar a frota da Transpetro. A nova unidade saiu do estaleiro Samsung Heavy Industries, na Coreia do Sul, e deve atracar no Rio de Janeiro por volta do dia 11 do próximo mês.

O Eagle Passos é o último de uma série de quatro novos navios-tanque de segunda geração com Posicionamento Dinâmico (DP2) construídos para afretamento à Petrobrás. Antes dele, já haviam sido entregues as embarcações Eagle Petrolina, Eagle Paulinia e Eagle Paraíso.

Com a nova embarcação, a AET contará agora com uma frota de seis navios aliviadores de posicionamento dinâmico no Brasil. A companhia tem ainda pela frente a entrega de mais sete navios aliviadores DP2 no país durante o biênio 2021-2022.

Leia o resto desta entrada »

GOVERNO LANÇA PLANO NACIONAL DE ENERGIA, ENXERGANDO CHANCE DO BRASIL SE TORNAR EXPORTADOR DE ENERGIA

Postado 2020/12/17

O Ministério de Minas e Energia lançou oficialmente o Plano Nacional de Energia (PNE) 2050 nesta quarta-feira (16), em Brasília. O documento, que traz indicativos sobre a evolução e o planejamento do setor de energia brasileiro, traz uma novidade: a mudança de paradigma sobre a disponibilidade de recursos energéticos no país. O estudo mostra que o Brasil passa por uma situação de abundância de fontes de energia. Esse cenário, conforme prevê e indica o PNE 2050, pode ser a porta de entrada para o país se tornar exportador líquido de energia.

A disponibilidade supera as projeções mais otimistas de demanda previstas para os próximos 30 anos. Temos a grande oportunidade de nos tornarmos exportadores líquidos de energia”, projetou o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque. “Embutido nessa mudança [de paradigma] está o fato desta abundância se dá em grande parte com recursos renováveis e limpos. Trata-se de um grande desafio manter o compromisso de uma matriz com elevado nível de renovabilidade, aliado à segurança de abastecimento, em um país com dimensões continentais”, completou.

De acordo com o PNE 2050, a diversidade de recursos energéticos acontece tanto em fontes fósseis como em renováveis. Essa abundância supera largamente a demanda interna prevista até 2050, que é de 15 bilhões de tep [toneladas equivalente de petróleo]. Somente a parcela dos recursos mais facilmente acessíveis representa 60% a mais do que toda a demanda do período. O desafio no horizonte do PNE 2050 será justamente administrar essa abundância. Segundo o documento, a disponibilidade total de recursos nos próximos 30 anos chegará a 280 milhões de tep.

Leia o resto desta entrada »

A NTS SE PREPARA PARA O CRESCIMENTO DO MERCADO DO GÁS E ESPERA QUE CÂMARA REVERTA AS MUDANÇAS NA LEI FEITAS PELO SENADO

Postado 2020/12/17

No Perspectivas 2021 desta quinta-feira (17), estamos trazendo as opiniões de um profissional muito respeitado no mercado do gás e do petróleo: Wong Loon (foto), Presidente da NTS (Nova Transportadora do Sudeste), uma empresa que transporta gás natural através  de um sistema de gasodutos, conectando a região mais industrializada do Brasil. Os gasodutos da NTS ligam os estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais e São Paulo, responsáveis por aproximadamente 50% do consumo de gás no Brasil, ao gasoduto Brasil-Bolívia, aos terminais de GNL e às plantas de processamento de gás. A companhia opera autorizações de longo prazo com 100% da capacidade contratada pela modalidade ship or payPara lembrar, em abril de 2017 a Petrobrás finalizou a operação de venda de 90% das ações da companhia na NTS para o Nova Infraestrutura Fundo de Investimentos em Participações (FIP), gerido pela Brookfield Brasil.

Leia o resto desta entrada »

Conteúdo

109313309